Category: Ocupa

Seminário na USP – Terra, alimento e liberdade: O QUE VOCÊ ALIMENTA QUANDO SE ALIMENTA?

LINK AO VIVO: http://www.livestream.com/seminariocomerativa?t=529004

De 3 a 7 de Junho – Auditório do Departamento de Geografia e História da Universidade de São Paulo (Campus Butantã)

www.comerativamente.wordpress.com

Mesa 1 (dia 3/06): Hábito Alimentar, indústria e urbanização.

Prof. Henrique Carneiro (História da Alimentação) – A construção do hábito alimentar no processo de modernização
José Raimundo Sousa Ribeiro Junior (Geografia USP) – Alienação das práticas cotidianas e urbanização
Sonia Hirsch (Jornalista e escritora voltada para promoção da saúde) – Indústria alimentícia e saúde

Mesa 2 (4/06): Sistemas produtivos: aspectos socioambientais da produção em sistemas de monocultura

Hector Mondragon (Colômbia) – Origem e desenvolvimento da monocultura no sistema capitalista de produção: escravidão e domínio colonizador
Larissa Mies Bombardi – (Geografia Agrária USP) – Uma agricultura para a sustentação da indústria do agrotóxico.
Sidneide Manferdini (Pedologia- USP) – Impactos da monocultura em agroecossistemas tropicais.

Mesa 3 (dia 5/06) – Sistemas produtivos: aspectos socioambientais da produção em sistemas agroecológicos

Pieter Van Der Veld (ISA – Instituto Sociambiental) – Agroecossistemas e Manejo Indígena na bacia do Rio Negro.
Pedro Baiano (Agricultor da Cooperafloresta – Vale do Ribeira,): A produção de alimentos por meio do cultivo de sistemas agroflorestais na Mata Atlântica.
Carlos Armênio Khatounian (Agronomia – ESALQ) – Princípios da Agroecologia e potenciais agrícolas nos ecossistemas tropicais.
Ondalva Serrano (AAO – Associação de Agricultura Orgânica): Autonomia do agricultor e democratização do alimento saudável frente ao crescente mercado de orgânicos. Certificação e a construção de sistemas participativos de garantia.

Mesa 4 (dia 6/06): Soberania alimentar e sociobiodiversidade, biotecnologia e monopólio

Yamila Goldfarb – (Geografia – USP) A agricultura a partir do neoliberalismo: financeirização, desregulação e as ameaças à soberania alimentar e ao meio ambiente.
Jorge Rulli (GRR – Grupo de Reflexion Rural – Argentina) – Soberania Alimentar e monopólio da biodiversidade.
Pablo Mariconda (Filosofia – USP) – Ética na ciência. A questão dos organismos geneticamente modificados.

Mesa 5 (dia 7/06) – A questão da terra no Brasil: a luta pela terra e pela pemanência

Valéria de Marcos (Geografia Agrária USP) – Resistência e estratégias contra-hegemônicas na luta pela permanência na terra
Manoel Inácio do Nascimento e Ivânia de Alencar (Agricultores e militantes, coletivo Ciclovida, CE) – As resistências de comunidades rurais do sertão nordestino. A preservação e reprodução das sementes crioulas diante do avanço do agronegócio. O papel das mulheres nesse processo.
Quilombola – Vale Do Ribeira, SP – As limitações das Unidades de Conservação e a pratica agrícola tradicional, o uso do fogo e práticas.

Obs.: Caso deseje certificado de participação, inscreva-se pelo e-mail certificado.comerativa@gmail.com , enviando nome completo e e-mail. Não é necessária inscrição daqueles que não desejarem certificado. O evento é gratuito.

Organização: ComerAtivaMente e Coletivo Sem Nome.

CANCELADO – Atividades de Domingo do #15o – 1 Ano de Ocupa Sampa

As atividades de comemoração de UM ANO DO OCUPA SAMPA da parte da tarde/noite de domingo (dia 14) foram canceladas. Pedimos deculpas para todxs aquelxs que confirmaram presença, e para todxs que iriam nas atividades!

Repressão após término do panelaço. Ação direta no mascote da copa do mundo em SP

Neste exato momento o panelaço do #13º SP chegou no ponto final da marcha que passou por varias ocupações do centro. Ao chegar no Vale do Anhangabaú, os manifestantes se depararam com o boneco mascote da copa do mundo e começaram a gritar palavras. Alguns dos manifestantes pularam as grades que protegiam o boneco da coca-cola e o furaram. A GCM (Guarda Civil Metropolitana) apareceu e está tentando levar a delegacia um morador da favela do moinho como suspeito de depredar patrimônio privado. Todxs xs outros manifestantes estão em apoio a ele. Se a policia levá-lo obrigado ao D.P. todxs irão juntos. Mas seguiremos resistindo!

#Solta ou leva todo mundo!!!!
———————————————————————————————————————————————–

Após longas horas de negociação, conseguimos recuperar o RG dele e fazer com que fosse liberado.

#15o – 1 Ano de Ocupa Sampa – Programação

– DIA 13/10 (SÁBADO)
No Moinho:
10h – Pique-nique e oficina de cartazes antes do panelaço;
14h – Panelaço – Mais infos aqui.
17h30min – Chegada da Marcha no Vale do Anhangabaú
No Vale do Anhangabaú
18h – Roda de conversa sobre direito à cidade, especulação imobiliária e poder popular;
21h – Jam Session (cada um pode levar seu instrumento para fazer um som maneiro) / Oficina de stêncil (precisa levar material, consulte a lista de necessidades)
* Campeonato de Taco

– DIA 14/10 (DOMINGO)
No Vale do Anhangabaú
10h – Ensaio da Fanfarra do M.A.L
CANCELADO
15h – Roda de Conversa com grupos feministas;
18h – Roda de Conversa: Genocídio Indígena – Período Militar e Guarani-Kaiowá;
20h – Roda de Conversa: Ação Direta e Ativismo.

– Dia 15/10 (SEGUNDA)
No Vale do Anhangabaú
19h – Conversa/Balanço sobre 1 ano do 15o e confraternização

#13OSP – Vídeo

#13OSP #PANELAÇO, A CIDADE É NOSSA!

Favela do Moinho

Horário de concentração: 10h da manhã com oficina de cartaz e piquenique.

Horário de saída: 14 horas

Evento #Panelaço: http://www.facebook.com/events/507176699312201/

CineOcupa – Ocupa’s – 10/10 – 20h

“OCUPA’S” – DOCUMENTÁRIO FALA SOBRE O MOVIMENTO 15O EM SÃO PAULO E A CONSTRUÇÃO DO OCUPA SAMPA.

#PareBeloMonte – Vigília realizada ontem na Av. Paulista, em frente ao TRF

Na noite desta segunda-feira, dia 27 de agosto, foi realizada uma vigília em frente ao Tribunal Regional Federal de São Paulo. Inicialmente prevista para aguardar o pronunciamento do minsitro Carlos Ayres Britto, do Supremo Tribunal Federal, sobre a reclamação apresentada pela AGU no caso da suspensão das obras de Belo Monte, o ato na Av. Paulista se transformou numa pequena manifestação de luto em relação à decisão do juiz de autorizar a continuidade das obras da usina hidrelétrica no rio Xingu. O ato foi muito bonito e contou com a participação de diversas pessoas que acompanharam o desenrolar da disputa judicial desta semana

Veja as fotos:

Ayres Britto liberou Belo Monte

Ministro Ayres Britto concede liminar à AGU e obras de Belo Monte serão reiniciadas: http://www.stf.jus.br/portal/processo/verProcessoAndamento.asp?incidente=4291650.

Tentamos dar uma forcinha pro pessoal de toga, mas elxs estão mesmo comprometidos com o Capital. Mas mantemos a luta!

#PareBeloMonte

Problemática de Conflito entre MLT e organização criminosa resguardada pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura da Bahia – FETAG/BA

Via MLT

A luta declarada dos movimentos sociais contra o agronegócio e as monoculturas já não é novidade, e com o Movimento de Luta pela Terra (MLT) não é diferente. O MLT declaradamente luta contra injustiças sociais de todos os gêneros, e há tempos levanta uma bandeira contrária ao nocivo cultivo de eucalipto na região Extremo Sul da Bahia para a produção de celulose, onde o deserto verde ocupa uma área alarmante de quase 800 mil (oitocentos mil) hectares. Essa luta é antiga, entretanto, intensificou-se no ano de 2008, com a ocupação da Fazenda São Caetano, imóvel de 1.943 (mil novecentos e quarenta e três) hectares, próximo ao distrito da Colônia, no município de Eunápolis. Após minuciosa pesquisa solicitada e acompanhada pelo movimento, concluiu-se que a área foi, no passado, grilada e vendida para a Veracel Celulose S/A[1].

A fazenda foi ocupada em 2008 como maneira de “forçar” o Governo do Estado a realizar a discriminatória da área, visto que se trata de terra devoluta do estado.Na ocasião,ocorreu um despejo, por ordem judicial, de reintegração de posse para a empresa.
Os membros do movimento, então, ficaram acampados as margens de uma rodovia – ato popularmente conhecido como NA BEIRA DA ESTRADA – lançados à própria sorte, enquanto o Estado realizava a discriminatória da área. Esta aconteceu a partir do mês de Abril de 2009, com audiência pública, que contou com a participação do desembargador Sr. Gercino José da Silva Filho – Ouvidor Agrário e Presidente da Comissão Nacional de Combate a Violência no Campo – juntamente com representantes do governo do estado da Bahia e todos os movimentos sociais do campo que atuam na região, onde ficaram definidas as discriminatórias administrativas de 08 (oito) imóveis, totalizando 21.061 hectares.

Continue lendo →

Ocupa dos Povos – Ocupe a Rio+20 e a Cúpula dos Povos

Xs companheirxs do OcupaRio estão organizando uma acampada paralela à realização da Rio+20 / Cúpula dos Povos e estão chamando todxs xs ocupas que estarão no Rio para que se unam a elxs na construção dessa ação. Segue chamado:

“O OCUPARIO vai receber todos os companheiros das ocupas do mundo que chegarem na cidade para manifestar junto durante a Cúpula dos Povos e a Rio+20. Para atender a todos no melhor dos modos pedimos que informem data de chegada e número de visitantes enviando email para ocupario@gmail.com. Receberão as infos e os contatos direto com a OcupaRio.
Nos vemos no OcupaRio!”

O ENCONTRO DEFINITIVO TÁ MARCADO PRA PRÓXIMA QUINTA-FEIRA, DIA 14/06/12, 18H30, NA PRAÇA PARIS, NO RIO DE JANEIRO. JÁ É PRA LEVAR AS BARRACAS (e tudo o mais!).

Relato da última assembléia no Rio:
http://ocupario.org/2012/06/05/reuniao-geral-segunda-1106-ocupa-dos-povos/

Mais informações em: http://ocupario.org/